Apr 012010
 

O Balanço Social já foi ultrapassado e substituído pelo Relatório de Sustentabilidade que além de ações sociais, relata o desempenho social, econômico e ambiental das empresas.

Mas como tudo começou? O Balanço Social surgiu nos EUA e na Europa quando a sociedade começou a boicotar produtos e ações de algumas empresas ligadas à guerra do Vietnã, com isso algumas empresas começaram a desenvolver relatórios com informações sobre suas ações sociais. A idéia logo chegou ao Brasil, mas somente nos anos 80 surgiram os primeiros relatórios. Em 1997 Herbert Souza, o Betinho, trouxe maior visibilidade para o Balanço Social quando lançou uma campanha nacional para a divulgação voluntária deste demonstrativo anual que incluía ações realizadas pelas empresas para seus empregados, investidores, analistas, acionistas e comunidade.

A ONG Ibase (criada em 1981 por Betinho e outros fundadores) trabalhou nos últimos 13 anos pela transparência nas empresas através do Balanço Social. Recentemente, considerando que o Balanço já está amplamente divulgado, o Ibase lançou um site de memória do trabalho onde incluiu o Balanço Social de centenas de empresas brasileiras e o próprio modelo do relatório: www.balancosocial.org.br

Atualmente o G3 (publicado em 2006 pelo Global Reporting Initiative – GRI) é o modelo de Relatório de Sustentabilidade mais utilizado no mundo todo. Foi adotado por milhares de organizações e pode ser aplicado por empresas de qualquer tamanho, setor e geografia. O G3 permite que as organizações:

  • Meçam e comuniquem (se assim o desejarem) seu desempenho social, econômico e ambiental de forma flexível e incremental;
  • Realizem análises por setor, incluindo: finanças, energia elétrica, transporte e logística, agências públicas, operadoras de turismo, telecomunicações, automotivo, aeroportos, roupas e calçados, construção civil e imobiliária, eventos, processamento de alimentos, mídia, mineração e metais, ONGs, óleo e gás;
  • Executem análises por país;
  • Desenvolvam planos de melhoria contínua.
G3

ponchosquealº

Várias empresas (como o Bradesco e a TIM) já adotam este modelo e em 2008 a Petrobrás recebeu um prêmio dos leitores pela qualidade de seu relatório. Entre os finalistas estavam: Banco do Brasil, Banco Real ABN, Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (menção honrosa) e Natura.

O download do G3 está disponível em: http://www.globalreporting.org/ReportingFramework/G3Guidelines/
Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

  2 Responses to “Relatório de Sustentabilidade: o novo Balanço Social”

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)