Jun 212013
 

A pesquisa “The Innovation Bottom Line” (ou seja, “O resultado da inovação“), do MIT Sloan Management Review e do Boston Consulting Group realizada em 2012 e lançada este ano, apresentou resultados impressionantes:

  • 37% das empresas pesquisadas indicaram aumento nos lucros devido à seus esforços em sustentabilidade;
  • Quase metade das empresas mudaram seu modelo de negócios devido a oportunidades em sustentabilidade (especialmente empresas de países em desenvolvimento). Destas, metade também tiveram aumento nos lucros.

Não obstante, as empresas ainda consideram que:

  • É difícil valorizar os resultados intangíveis da sustentabilidade: 46% dos respondentes;
  • Sustentabilidade apresenta conflitos com outras prioridades: 37%;
  • Aumento de custos operacionais impactam os lucros negativamente: 40%;
  • Aumento de custos administrativos reduzem lucros: 33%.

Porém, o estudo destaca as empresas que tiveram aumento nos lucros, como empresas “inovadoras orientadas para sustentabilidade“, pois buscam oportunidades em sustentabilidade que:

  • Gerem aumento de mercado,
  • Melhorem sua eficiência energética, e/ou
  • Tragam vantagem competitividade.

Mais ainda, estas empresas focam no cliente, trabalham próximas a seus públicos de interesse e são habilidosas nas mudanças organizacionais.

O estudo indica que as pressões sócio-ambientais tem gerado demandas diversas no campo da sustentabilidade, entre elas:

  • Redução do uso de recursos naturais e matérias primas
  • Maior eficiência energética
  • Redução do risco do uso de commodities
  • Localização das empresas (demanda das gerações mais jovens, especialmente)
  • “Sustentabilidade” de produtos e serviços (especialmente na Europa, onde os consumidores pagam mais por produtos “sustentáveis”)

As empresas tem se posicionado para responder a estas demandas e como resultado, neste 4o. estudo realizado pela parceria MIT/BCG, a maioria dos indicadores evoluíram positivamente — mostrando que investimentos em sustentabilidade estão gerando lucros para um número crescente de empresas. Especialmente, quando envolve a inovação do modelo de negócios.

Várias empresas são citadas no estudo, entre elas: SAP, UPS, Zipcar (de carros compartilhados), PepsiCo e Bristol-Myers Squibb.

Para comprar o estudo completo em inglês, você deve registrar-se no site: http://sloanreview.mit.edu/reports/sustainability-innovation/introduction/

Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)