Feb 232011
 

Em nov/2010, Katherine Miles Hill, do Global Reporting Initiative (GRI), falou  sobre as diferenças e as similaridades entre o relato para a sustentabilidade G3 do GRI e a nova ISO26000, o guia de responsabilidade social da ISO (International Organization for Standartization).

Katherine destacou que a ISO26000 não se trata de um sistema de gestão e diferentemente de outras normas ISO não serve para a obtenção de certificação. De fato, a ISO26000 foca em apoiar as organizações na inserção da responsabilidade social em suas operações, trazendo princípios, diretrizes e as principais questões do tema para dentro da organização. A ISO2600 também faz referências à necessidade das organizações reportarem periodicamente seus objetivos e desempenhos relativos a responsabilidade social, ou seja, criando aí um link com o GRI.

Há uma grande sinergia de temas entre o G3 e a ISO2600, veja detalhes na tabela a seguir:

G3 ISO26000
Estratégia e Análise; Perfil Organizacional; Governança Responsabilidade Organizacional;

Governança Organizacional

Direitos Humanos Direitos Humanos
Sociedade Envolvimento e Desenvolvimento Comunitário; Responsabilidade Organizacional; Práticas de Negócio Justas
Trabalho Práticas trabalhistas; Princípios e Direitos Fundamentais do Trabalho; Governança Organizacional
Meio ambiente Meio ambiente; Governança Organizacional
Responsabilidade pelo produto Práticas de Negócio Justas; Questões do Consumidor
Econômico Envolvimento e Desenvolvimento Comunitário; Responsabilidade Organizacional

 

Além disso, Katherine destacou os vários pontos onde o G3 e a ISO26000 tratam do mesmo tema, entre eles:

  • Materialidade:  ambos trazem recomendações similares, que indicam a necessidade da organização reportar seus impactos sociais, ambientais e econômicos mais significantes (G3), ou as questões relevantes e significativas (nas palavras da ISO)
  • Inclusão dos Públicos de Interesse (stakeholders): o G3 recomenda que as organizações identifiquem seus públicos de interesse e indiquem como respondem a seus interesses e expectativas. Similarmente, a ISO26000 indica o uso de grupos de públicos de interesse para melhorar a qualidade dos relatórios, demonstrando as respostas às suas necessidades
  • Contexto da sustentabilidade: ambos indicam a importância de que os relatórios demonstrem o desempenho da organização frente ao contexto mais amplo da sustentabilidade (G3), ou do contexto do desenvolvimento sustentável (ISO26000)
  • Completude: para que os públicos de interesse possam avaliar o desempenho da organização, ambos indicam a necessidade do relatório demonstrar completamente, seus impactos sociais, ambientais e econômicos, no caso do G3 e um quadro completo do desempenho relacionado à responsabilidade social, no caso da ISO26000
  • Definição de Qualidade: os princípios de qualidade do G3 incluem: balanço, comparabilidade, acuracidade, cumprimento de prazos, clareza e confiabilidade. A ISO26000 menciona basicamente os mesmos pontos nos itens 4.3 e 7.5.2 da norma
  • Escopo: enquanto o G3 tem um protocolo para definição de escopo do relatório, a ISO26000 indica dentro da necessidade de práticas de operação justas, a promoção da responsabilidade social na cadeia de valor.
  • Garantias: o G3 deixa aberta a avaliação do relatório, mas indica a necessidade de explicar sobre o relacionamento da organização externa (em caso, de avaliações realizadas por terceiros), e como as informações podem ser garantidas. A ISO26000 indica a necessidade da verificação das informações, seja internamente (por exemplo, mantendo o rastreamento das informações), ou por organizações independentes visando aumentar a confiabilidade do relatório
  • Relatos padrão: o G3 indica a necessidade de reportar elementos que ajude o entendimento de um determinado tópico, como: metas e desempenho, política, responsabilidade organizacional, treinamento e conscientização, monitoramento, outras informações contextuais. Já a ISO26000 indica a necessidade de indicar: objetivos, informações quantitativas e qualitativas sobre o desempenho social, ambiental e econômico da organização

O GRI lançou um documento que relaciona o G3 com a ISO26000, chamado “GRI and ISO26000: How to use the GRI Guidelines in conjunction with ISO26000”, o pdf está disponível em inglês em: http://www.globalreporting.org/NR/rdonlyres/E5A54FE2-A056-4EF9-BC1C-32B77F40ED34/0/ISOGRIReport_FINAL.pdf 

A MGM Partners é registrada como stakeholder organizational no Global Reporting Initiative (GRI) e apóia a missão do GRI em desenvolver globalmente diretrizes aceitáveis para relatórios de sustentabilidade, através de um processo global e compartilhado com múltiplos stakeholders.

Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)