Mar 062017
 

Achei este estudo da Deloitte LLP sobre o futuro da mobilidade maravilhoso! Veja um dos cenários futuros sugeridos e imaginem todas as outras milhares de consequências (positivas!) para a vida nas cidades:

  • Os veículos não colidem mais, pois,  a operação autônoma elimina o erro humano (que causa quase todos os acidentes);
  • Graças aos sensores que reduzem espaço entre os veículos e aos sistemas de navegação, congestionamentos tornam-se raridade;
  • Queda no consumo de energia, pois, os carros serão mais leves e funcionarão com motores mais compactos, eficientes e ecologicamente corretos;
  • Queda de custos de viagens em quase 70% devido às maiores taxas de utilização dos ativos;
  • A infraestrutura será financiada pelo pagamento de taxas sobre seu uso real, já que veículos conectados permitirão o cálculo preciso e pessoal do uso das vias;
  • Estacionamentos desaparecerão devido ao aumento da utilização de carros autônomos e de sistemas de compartilhamento de ativos (veículos);
  • A polícia não controlará mais o trânsito, pois, veículos autônomos serão programados para não exceder limites de velocidades e não violar as leis;
  • As entregas serão realizadas mais rapidamente e terão custos menores devido às redes autônomas de longa distância para caminhões que operarão por períodos mais extensos e cobrirão longas distâncias com custos menores;
  • O transporte multimodal se tornará padrão devido à melhor operabilidade entre diferentes sistemas de transporte e a existência de preços fixos e sistemas únicos de pagamento.

Imagino este futuro onde inovação, novos modelos de negócio e compartilhamento de ativos atuam juntos e promovem o desenvolvimento sustentável com eco-eficiência, consumo colaborativo, baixo carbono, e, portanto, redução dos gases efeito estufa. Trazendo ainda, redução de custos, maior segurança, maior eficiência e menos stress para todos. Nada mal para o futuro da mobilidade não é mesmo? Isso é sustentabilidade!!!

Leia mais (em inglês): Deloitte

pub-1943709444229966
Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)