Jun 102010
 

Em março de 2010 o Ceres (organização de investidores que incentiva a adoção de práticas sustentáveis nas empresas), lançou o relatório The 21st Century Corporation: The Ceres Roadmap for Sustainability que inclui uma visão e um “mapa” para que as empresas absorvam práticas sustentáveis em todas as áreas e níveis de seus negócios. O relatório inclui uma análise dos fatores incentivadores, riscos e oportunidades da sustentabilidade, estratégias e resultados obtidos por empresas que já estão desenvolvendo-se nesta área, incluindo:

Road map for sustainability

Hamed Saber

  • Mais de 250 ferramentas e outros recursos  
  • 20 iniciativas para a implementação da sustentabilidade em áreas relativas a:    
    •  Governança corporativa: acompanhamento da sustentabilidade pelo Conselho; responsabilização do CEO, gestores unidades de negócio, diretorias corporativas e áreas funcionais; alinhamento da compensação dos executivos a sustentabilidade; políticas e gestão de riscos para a tomada de decisões mais sustentáveis; posicionamento público, ético e transparente no que se refere a sustentabilidade
    • Engajamento de stakeholders (partes interessadas): identificar e engajar stakeholders de acordo com riscos e oportunidades e matriz de materialidade; publicar como o engajamento é incorporado na tomada de decisões e na estratégia corporativa; endereçar riscos e oportunidades da sustentabilidade nos processos de comunicação com investidores; participação de executivos no engajamento para informar estratégias, decisões e gestão de riscos
    • Transparência: utilizar o GRI para a publicação de informações sobre sustentabilidade, usando vários formatos como websites, relatórios anuais, apresentações e mídia social; inclusão do tema nos relatórios financeiros; definição de metas para a sustentabilidade e gestão do desempenho indicando desafios e impactos positivos; informações auditadas sobre o desempenho dos produtos nos pontos de venda
    • Desempenho: iniciativas de sustentabilidade detalhadas para áreas de operações, cadeia de fornecedores, transporte e logística, produtos e serviços e colaboradores.
  • 200 exemplos de melhores práticas em empresas de 20 setores distintos, exemplos:
    •  Em parceria com o Departamento de Energia americano, a Alcoa desenvolveu metas para redução do uso de energia e a emissão de CO2. A empresa já identificou economias de US$60 milhões e tem como meta reduções de US$100 milhões por ano
    • A Intel também já economizou US$50 milhões tendo investido US$23 milhões desde 2001 em melhorias de eficiência energética
    • O McDonalds instalou sistemas para reduzir a conta de energia
    • A Pepsico Frito-Lay  tem como meta a emissão zero de CO2 em sua fábrica de batatas chips do Arizona
    • A Diageo busca reduzir pela metade o uso de água que não é ingrediente de seus produtos, em áreas onde a água é mais escassa
    • A National Grid tem a remuneração de seu CEO e de 4 diretores ligadas às metas de redução de emissão de CO2
    • A Patagonia rastreia e publica o impacto de seus produtos desde o desenvolvimento até a entrega
    • Mesmo frente a crise a Ford lançou o relatório de sustentabilidade de 2008/2009, incluindo as decisões tomadas referentes a demissões e fechamento de fábricas, planos de recuperação e oportunidades para o desenvolvimento de práticas sustentáveis.

O Ceres conclui que a redução de consumo de energia, as preocupações com a mudança climática e a governança corporativa tornaram-se itens ainda mais importantes na agenda dos Conselhos de empresas e oferece um caminho para a aceleração da sustentabilidade no mundo corporativo. Esperamos que este documento seja útil para inspirar e de fato contribuir para o desenvolvimento sustentável nas organizações.

Vale a pena ler o relatório completo em: http://www.ceres.org/Document.Doc?id=568
Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)