Feb 072017
 

Em 2015, Danone e Mars Inc. criaram um fundo de investimento para ajudar as empresas a comprarem matérias-primas de pequenos agricultores, enquanto promovendo a sustentabilidade e impactos sociais e econômicos positivos em larga escala. O Livelihoods Fund for Family Farming (Livelihoods 3F), sediado na França, tem 3 grandes linhas de atuação:

  • Ajudar empresas na compra de matérias-primas de pequenos agricultores de maneira sustentável: cadeias de suprimento sustentáveis;
  • Alavancar a economia de créditos de carbono para melhorar a vida de comunidades rurais e contribuir para a sustentabilidade das empresas;
  • Criar produtos que contribuam para a mitigação da mudança climática: ecosistemas, água e criação de valor para o carbono.

De acordo com Bernard Giraud, presidente e co-fundador, ” … o Livelihoods 3F é baseado na convicção de que agricultura sustentável, mudança climática e pobreza estão interelacionados.”

Atualmente, o Livelihoods 3F conta também com investimento de Firmenich e Veolia e são desenvolvidos 9 projetos (Ásia, 3 América Latina, 2 e África, 4):

  1. Peru: enfrentando o desflorestamento e apoiando 30.000 famílias nos Andes;
  2. Guatemala: preservação da biodiversidade e ciclo do cardamomo sustentável;
  3. Kenia (Monte Elgon): sistema agroflorestal e ciclo de leite sustentável com 30.000 agricultores;
  4. Kenia (Embu): mitigação do desflorestamento através de sistema agroflorestal e energia rural;
  5. Burkina Faso: lutando contra desertificação e aumentando segurança alimentar com 30.000 famílias;
  6. Senegal: recuperação de mangue;
  7. India (Sundarbans): proteção de comunidades através de 16 milhões de árvores de mangue;
  8. India (Araku): transformando terras degradadas em florestas funcionais com tribos marginalizadas;
  9. Indonésia: revitalização de vilas nos manguezais através de pesca e novos negócios.

O plano inicial era investir 120 milhões de euros em 10 anos, atingindo 200 mil agricultores e 2 milhões de pessoas agregando valor às suas produções de maneira sustentável.

O foco nos cultivos de cacau, baunilha, leite, açucar, óleo de palma, menta e carragenano, matérias-primas que em grande parte são produzidas por agricultores familiares com poucos recursos. A água recurso básico de produção e elemento impactado pelos cultivos também faz parte do grupo de projetos.

Afinal, são 500 milhões de agricultores familiares que produzem 70% do alimento no mundo (dominando mercados de cacau, café e borracha). Por outro, lado estas comunidades necessitam lidar com degradação ambiental, pobreza e baixa produtividade e neste sentido fundos de investimento podem apoiar trazendo tecnologias, recursos e oportunidades de negócio. 

Veja mais no link (em inglês): Livelihoods

Os primeiros projetos iniciaram em 2016 e talvez ainda seja cedo para uma avalição de resultados mas torcemos para que esta excelente iniciativa empresarial prospere e contribua para um futuro mais justo e sustentável. Se você tiver notícias sobre estes projetos, divida os resultados conosco! Boas práticas merecem ser compartilhadas e falhas servem de aprendizados para projetos futuros.

pub-1943709444229966
Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

  2 Responses to “Livelihoods 3F: empresas e agricultores juntos”

  1. Existe algum programa parecido aqui no Brasil?

  2. Também gostaria de conhecer Miriam… Obrigada pelo interesse!!!

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)