Aug 142015
 

Desde sua fundação em 1983, a Stonyfield Farms, fabricante de iogurte orgânico, caiu no gosto do americano e atraiu atenção do Grupo Danone (hoje dona de 85% de suas ações), tornando-se a 3a. colocada em vendas de iogurte e a 1a. em vendas de iogurtes orgânicos nos EUA.

Dentre as várias iniciativas que visam criar uma rede colaborativa buscando a sustentabilidade com todas as áreas da empresa, destacam-se:

  • Lucros para o Planeta” programa que doa 10% dos lucros da empresa para causas relacionadas à proteção do meio ambiente;
  • O Clima importa” que analisa e compara +150 grandes empresas americanas (de 16 setores), no que se refere a iniciativas de mudança climática;
  • E um dos grandes sucessos com colaboradores, consumidores e mídia, o “SourceMap” é um website que permite que as pessoas conheçam de onde vem os ingredientes utilizados nos produtos Stonyfield (com fotos, histórias e links para os fornecedores). Dica: não deixe de visitar este website, é genial!
  • Outro projeto de grande impacto é realizado em parceria com a Sustainable Food Lab, onde a associação de fornecedores de bananas da Costa Rica (que sofreu queda de margens e problemas nas entregas devido ao desinteresse dos processadores de purê de banana comprado pela Stonyfield), está recebendo apoio para desenvolver sua própria estrutura de processamento. Consequentemente, a associação obtém maiores margens e habilita-se para atingir outros clientes ao redor do mundo. Este projeto é de especial interesse do Grupo Danone, que quer levar a experiência se bem sucedida para outros fornecedores ao redor do mundo. De acordo com a Danone está iniciativa permitiria… estender as ligações da cadeia de valor e realmente começar a fazer algo poderoso para aumentar o dinheiro que volta para as comunidades onde fazemos negócios.”
  • Outra iniciativa importante é a parceria com empresas de embalagem, processamento e fornecedores de resina, entre outras, para solucionar a questão das embalagens, especialmente de materiais de difícil reciclagem.

Wood Turner, VP de Inovação em Sustentabilidade da Stonyfield, que compartilhou estas experiências em entrevista à MIT Sloan Managemente Review levantou outros pontos importantes.  Ele comentou sobre sua preocupação da falta de urgência das ações de sustentabilidade das empresas, que focam demais no engajamento de públicos de interesse e nos relatórios de sustentabilidade (ou seja, iniciativas relacionadas à descrição de processos), ao invés de buscarem resultados que impactem positivamente o negócio e a sociedade. Na visão do sr. Turner somente envolvendo os consumidores especialmente nos momentos de decisão de compra, haverá um real avanço nos temas relacionados à sustentabilidade.  … relatórios, auditorias e engajamento por trás da cena não trarão estes impactos, diz ele. Ele também acha que poucas empresas utilizam a sustentabilidade como base para uma estratégia realmente inovadora.

De fato, na MGM Partners temos o mesmo entendimento, enquanto o foco forem processos ao invés de resultados, poucos serão os avanços e pequenos os impactos positivos para colaboradores, sociedade e meio ambiente. Em nossa visão, a saída é utilizar os desafios da sustentabilidade para inspirar, implementar e medir resultados alinhados aos objetivos do negócio. A sustentabilidade tem o potencial para ser a mola inovadora de um futuro melhor.

Leia a entrevista completa em inglês em: entrevista

Leia mais sobre Danone / Stonyfield em inglês em: empresas

Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)