Dec 182009
 

Sustentabilidade hoje

Este é o último de uma série de cinco  posts sobre o livro Green to gold: how smart companies use environmental strategy to innovate, create value, and build competitive advantagede Daniel C.Esty e Andrew S. Winston. Leia, comente e implemente.

VI. Plano e prazo de implementação:

A última etapa do desenvolvimento da estratégia da sustentabilidade é o plano de implementação. Através dos casos estudados os autores identificaram um plano ideal, onde os elementos estratégicos vão se compondo em uma agenda corporativa macro.

  1. Ações de curto prazo:

1.1.    Identificação dos maiores impactos (através da análise AUDIO e do mapeamento de stakeholders)

1.2.    Pronunciamento do CEO sobre o comprometimento da empresa com a sustentabilidade

1.3.    Plano de ação de curto prazo atacando os maiores impactos

1.4.    Definição de projetos piloto

2.   Ações de médio prazo:

2.1.    Implementação de sistemas de gestão para monitoramento dos resultados

2.2.    Estruturas de responsabilização e engajamento, incluindo políticas de incentivo

2.3.    Comunicação externa

2.4.    Educação e comunicação interna

2.5.    Identificação de tendências e análise de cenários

3.     Ações de longo prazo:

3.1.    Auditoria da cadeia de suprimentos

3.2.    Repensar produtos e reexaminar mercados

3.3.    Parcerias com stakeholders

VII.  Considerações finais:

De acordo com os autores, a sustentabilidade é importante para todos os negócios, mas especialmente para as empresas que:

  • Tem marcas fortes e com grande valor de mercado, Coca-Cola, P&G e McDonald’s, por exemplo
  • Tem grande impacto ambiental como as indústrias extrativistas e de capital intensivo: BP, Shell, Alcoa, LaFarge e no Brasil Petrobrás, Vale, Votorantim e Camargo Correa.
  • São dependentes de recursos naturais (como alimentos e papel) como  Cargill, Nestlé, International Paper e no Brasil: Fibria, Suzano, Friboi, entre outras
  • Químicas e de uso intensivo de energia: empresas de gás, luz, energia, químicas e de aviação, entre outras
  • Com potencial para aumento de regulação, entre elas, automobilísticas e de produtos eletrônicos e as empresas européias, que enfrentam novas regulamentações ambientais
  • Emissoras de carbono ou exploradoras de combustíveis fósseis
  • Competidoras por talentos como Intel, Microsoft, entre outras
  • Com reputação afetada negativamente por histórias passadas

Sua empresa faz parte desta lista?

  1. Sim? Sua estratégia para a sustentabilidade já esta implementada e rendendo “ouro”? Aproveite para reavaliar os impactos e resultados e avançar ainda mais.
  2. Não? Talvez seja hora de começar a pensar em sustentabilidade mais seriamente e ganhar vantagem competitiva enquanto ainda é tempo!
Share

Sobre a autora:

Sueli Chiozzotto é formada em engenharia de produção pela Escola Politécnica da USP, tem MBA pela Universidade da California em Berkeley e é sócia da MGM Partners, onde desenvolve projetos nas áreas de sustentabilidade, responsabilidade e investimentos sociais para empresas, fundações e ONGs.
 December 18, 2009  Posted by on December 18, 2009 Empresas Tagged with: , , , , ,  Add comments

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)